Alex Siqueira

Belém é uma bela capital e temos boas pessoas, lugares e comida boa. Aqui na cidade é muito bom poder desfrutar dessas pequenas bênçãos. Em especial, gosto muito de andar de bicicleta com a minha família, tomar açaí com bastante açúcar e comer churrasco com os amigos.

Essas são riquezas simples que Deus nos concede e a maior delas é poder estar em paz com Deus e ter certeza da eternidade. É essa grande benção que temos procurado compartilhar com as crianças, adolescentes e suas famílias. Temos sido gratos a Deus, pois podemos falar desse caminho eterno com liberdade aqui na Grande Belém e podemos também ajudar em outras necessidades que eles possuem.

Agora temos grandes desafios nessa região e gostaria de compartilhar um pouco com vocês. Atualmente estamos atuando em 9 unidades Socioeducativas e precisamos de mais parceiros para estarem conosco, pois em nossas visitas semanais ainda temos alguns adolescentes que não estão ouvindo o evangelho.

Precisamos também de mais parceiros para atuarem conosco nos abrigos. Temos essa grande porta que é poder estar nos abrigos e conduzir essas crianças para que creiam em Cristo e tenham Deus como Pai. Por isso precisamos de mais pessoas para compartilhar esse amor e apadrinhar essas crianças. Outro desafio que gostaria de ressaltar aqui é sobre as famílias que atendemos. Ainda temos mais de 40 famílias que não recebem visitas semanais e assistência sistemática. Estamos conduzindo cada vez mais irmãos para atuarem nesse sentido, mas o desafio é grande. Queremos ver essas famílias sendo discipuladas para a Glória de Deus.

Ainda gostaria de compartilhar com vocês um pouco mais da minha história pessoal. Comecei minha caminhada com Cristo aos 17 anos. Antes disso, levava uma vida em meio a festas e drogas. Um dia, devido ao uso excessivo de drogas, fiquei fora de mim e para que eu pudesse ser contido fui levado para uma delegacia, esta delegacia ficava bem ao lado de uma Igreja. Enquanto eu estava na frente da delegacia, onde havia umas barracas de feira, peguei uma garrafa com dois litros de tucupi cru e comecei a beber loucamente, achando que isso poderia me ajudar. Uma pessoa da igreja foi ao meu encontro e me convidou para dentro, para me dizer que Jesus Cristo poderia me ajudar a sair do estado em que estava. Ele orou por mim e eu me acalmei. Minha mãe e irmã chegaram no local e me levaram pra casa. Na tarde desse dia esse irmão e mais um me levaram na Igreja. Nesse dia fui na frente no fim do culto e oraram por mim. Não sabia muito o que tudo isso significava, mas o Senhor me conduziu e me resgatou. Em meio a essa história confusa e outras posso ver o quanto estava perdido e procurando saciar o meu coração com este mundo. Hoje pela graça de Deus tenho ajudado outros jovens, adolescentes e crianças para que eles não trilhem o mesmo caminho que tinha tomado. Contudo, não é questão de seguir um mau caminho, mas temos mostrado pra eles um caminho superior. Um caminho que vale muito mais a pena: o caminho do Evangelho. Ser discípulo de Cristo. Agora pergunto para você, que está lendo esse pequeno trecho, você tem seguido esse caminho? Você é discípulo de Cristo? Se sim, venha e faça discípulos de Cristo conosco ou passe um tempo com a gente e tenha claro onde Deus quer que você atue. Deus abençoe sua vida mais e mais! (Is 57.15; Sl 27.4).

Ore por nós

“…Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo.” (Tiago 5.16 – ARA)

– Ore, pelo relacionamento do casal. Para que o casal continue sendo uma benção e exemplo no meio onde vivem
– Ore, pelos adolescentes e crianças que estamos atendendo. Para que eles sejam salvos do pecado pelo poder do Evangelho.
– Ore, por mais mantenedores e voluntários. Por pessoas que se comprometam em ajudar financeiramente no sutento do casal e por pessoas que estejam indo junto conosco nessa missão.

Fale com Alex